bemestarmed.com.br Verdades sobre a Obesidade e suas causas | Bem Estar Medicina e Saúde

Nosso Blog

Acompanhe as notícias sobre medicina e dicas de saúde para viver em bem estar.

Verdades sobre a Obesidade e suas causas

Verdades sobre a Obesidade e suas causas

A causa da obesidade é complexa, multifatorial, resultando da interação de genes, ambiente, estilos de vida e fatores emocionais. Há três componentes primários no sistema neuroendócrino envolvidos com a obesidade.

O balanço energético pode ser alterado por aumento do consumo calórico, pela diminuição do gasto energético, ou por ambos. O aumento do consumo calórico pode ser avaliado por meio do hábito alimentar usando diários alimentares ou listas de checagem de alimentos, mas a interpretação das informações precisa ser cuidadosamente analisada devido a uma subestimação regular. O gasto energético diário é determinado pela taxa metabólica basal (60% a 70%), pelo efeito térmico dos alimentos (10%) e pelo gasto de energia com atividade física.

Atividade física é o mais importante componente variável, representando cerca de 20% a 30 % do gasto energético total em adultos.

Gêmeos que foram criados em ambientes distintos puderam ser comparados com seus pais biológicos e com seus pais adotivos. Nessa condição, houve associação positiva entre o índice de massa corpórea dos adotados com o índice de seus pais biológicos, e não com seus pais adotivos, para qualquer classificação de massa corpórea, inclusive a obesidade, sugerindo que a genética é a influência determinante.

É altamente provável herança poligênica como determinante da obesidade, o risco de obesidade quando nenhum dos pais é obeso é de 9%, enquanto que quando um dos genitores é obeso sobe a 50%, atingindo 80% quando ambos são obesos.

A obesidade não é classificada como um transtorno psiquiátrico.  Sintomas de estresse, tais como ansiedade, depressão, nervosismo, e o hábito de se alimentar quando problemas emocionais estão presentes, são comuns em pacientes com sobrepeso ou obesidade, sugerindo uma relação entre estresse e obesidade. O estresse pode ser uma conseqüência da obesidade devido a fatores sociais, à discriminação e, alternativamente, pode ser a causa da obesidade. É descrita hiperatividade do eixo hipotálamo-hipófiseadrenal e seu progressivo desequilíbrio está associado a maior acúmulo de gordura visceral.

Vários medicamentos podem ter um efeito adverso no peso corporal por influenciarem, tanto a ingesta alimentar, quanto o gasto calórico/energético.

Alguns destes medicamentos são:

  • Benzodiazepínicos – Ex: diazepam, alprazolam e flurazepam;
  • Corticosteróides;
  • Antipsicóticos – Ex: clorpromazina;
  • Antidepressivos tricíclicos – Ex: amitriptilina, imipramina;
  • Anti-epiléticos – Ex: valproato de sódio;
  • Sulfoniluréias – Ex: glipizida, tolbutamida, clorpropamida;
  • Insulina.

Existem indícios de que a cada parto sucessivo há um aumento de cerca de 1 kg acima do peso normalmente adquirido com o aumento da idade. Ganho de peso excessivo durante a gestação e falta de perda de peso após o parto são importantes preditores de obesidade a longo prazo.

O maior ganho de peso após a menopausa está relacionado à idade e ao estilo de vida. Em relação à terapia de reposição hormonal, vários estudos têm demonstrado que, quando comparado ao placebo, ela não afeta o peso corporal, e pode até reduzir a gordura central.

Estudo sobre tabagismo e ganho de peso demonstrou que, em média, os indivíduos que abandonam o tabagismo ganham 5 a 6 kg. O ganho de peso pode ser moderado pela terapia com bupropiona, em alguns pacientes. O abandono do tabagismo e a perda de peso podem ser mais efetivamente alcançados se programas visando estes dois objetivos forem oferecidos concomitantemente.

O casamento pode influenciar o ganho de peso, principalmente em mulheres. As razões podem ser a redução no gasto energético e um aumento na ingesta calórica por alterações nos hábitos sociais.

Parada na prática de esportes e a diminuição no gasto energético diário são mecanismos para ganho de peso. Férias usualmente significam uma interrupção na rotina diária normal levando, muitas vezes, ao ganho de peso.

Fonte: http://www.projetodiretrizes.org.br

Dra. Franciele Norma Minotto
Ginecologia, Obstetrícia e Sexologia
CRM/MT 5962

Bem-Estar-Logotipo-em-PNG_Assinatura